Sobre

Difícil me apresentar com tanta coisa diferente que faço. Esta página foi criada como uma memória de minhas atividades políticas dos últimos anos. A carreira acadêmica não é o principal. Quem quiser saber mais sobre meus artigos acadêmicos pode consultar o Currículo Lattes: CV Lattes

Presidi o sindicato dos professores da UFRJ de 2015 a 2017. Buscamos fazer uma gestão inovadora, em moldes distintos dos sindicatos tradicionais. Para início de conversa, nossa gestão foi crítica ao modo como eram feitas as greves docentes. Apesar de achar que a greve permanece sendo um instrumento importante, vinha sendo usada de modo exagerado, com prejuízos para estudantes e sociedade. Inventamos formas de mobilização mais atuais, usando as redes, a mídia, fazendo pressão do Congresso Nacional. A iniciativa mais conhecida foi a Campanha Conhecimento sem Cortes, em parceria com sociedades científicas (com a SBPC). Organizamos duas Marchas pela Ciência (mais informações no site da campanha www.conhecimentosemcortes.org.br)

Eu Marcha

Sendo um sindicato de professores, refleti bastante sobre seu papel no mundo contemporâneo. Uma economia baseada no conhecimento e um mundo em que o trabalho muda radicalmente de natureza requerem reinventar o sindicalismo. Procurei aliar teoria e prática nessa tarefa. No campo teórico, estudo as relações entre capitalismo e subjetividade, com ênfase nos impasses que as mudanças no trabalho trazem para os modos de pensar da esquerda. Isso tem impacto nas organizações, na agenda e nas formas de mobilização caras à esquerda. Não à toa esse campo está em crise. Como acredito no combate às desigualdades como objetivo primordial da minha atuação política, tenho investido pesado na reinvenção da esquerda.