Greve docente e movimento estudantil: tensões entre processo e resultado

Artigo na Carta Capital (2015)

A universidade pública vive um momento difícil. Por um lado, cortes de verbas, problemas com assistência estudantil, bolsas e infraestrutura. Por outro, intensos movimentos de estudantes e discussões acirradas sobre greve de alunos, técnicos e docentes. Continuar lendo “Greve docente e movimento estudantil: tensões entre processo e resultado”

Trabalhos invisíveis: o que o feminismo tem a ensinar para a esquerda?

As mulheres trabalham quando ninguém vê que estão trabalhando. A invisibilização do trabalho da mulher foi obtida, ao longo da história, por meio de dispositivos extremamente sofisticados. A naturalização foi o mais forte deles. Continuar lendo “Trabalhos invisíveis: o que o feminismo tem a ensinar para a esquerda?”